Este blog é o meu blog pessoal, onde podem deixar comentários etc... Desde já obrigado pela a sua visita....

Terça-feira, 29 de Julho de 2008
Saudades . . .

 

 

Sento-me no chão frio da varanda e penso em ti. Não imaginas as saudades que tenho tuas. Não interessa se partiste há um minuto, um dia, um mês, só sei que o coração deu o alerta e que se encontra a sangrar mais do que é habitual. Tu não estás! Onde estás tu. E esta mágoa que me invade deixada pela tua ausência dá lugar às saudades…de te ver dormir, de velar o teu sono profundo com a vã ilusão que talvez sonhes comigo. Saudades…de te sorrir ao acordar e no meu sorriso ter o poder de te oferecer 24 horas plenas de felicidade. Tenho ainda saudades de te dar um beijo ternurento de Bom Dia nas pestanas ensonadas dos teus olhos. Saudades de te abraçar, bem apertadinho, com toda a minha frágil força, abraçar contra o meu peito e sentir a pulsação dos nossos corações a bater em uníssono. Saudade, ainda, do arrepio que me percorre a pele branca sempre que te moves, sempre que te aproximas. Saudades… do gosto licoroso a que sabes quando me beijas, dos teus lábios que me despertam os sentidos e dessa tua língua que me acorda os prazeres. Tenho ainda uma saudade imensa, da imensidão dos teus olhos,Saudade, sofrida, de entrelaçar os meus, nos teus dedos, amalgamando assim o toque dos corpos. Tenho saudades de coisas tão insignificantes… da mesma forma que tenho daquelas, que são e foram, as mais importantes... como a tua voz sibilante a sussurrar baixinho ao meu ouvido… o quanto me amas… o quanto me desejas… de sentir essa mão-travessa a invadir o interior da minha camisola, a deslizar segura até ao contorno do meu peito, de percorrer com avidez a silhueta do meu corpo nu. Saudades…de te sentir entrar em mim pelas janelas do meu corpo, pela porta da minha vida, pela cave dos meus medos, pelo sótão dos meus sonhos e de te sentir fechar a sete chaves todo o teu amor e atirar ao vento o cadeado.
 
 
 
 
Simplesmente Eu...
 
 
 
Paulo Santos


publicado por paulojsantos às 13:41
link do post | comentar | favorito

Domingo, 27 de Julho de 2008
Amizade. . .

 

A verdadeira amizade
É testemunha de segredos
De
alegrias
De angústias
De lágrimas
De sorrisos
De decepções
De gritos
De murmúrios
De
sonhos
De viagens ao infinito...
Mas a principal testemunha
São as VERDADES!!

 
 
 
Simplesmente Eu...
 
Paulo Santos


publicado por paulojsantos às 22:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 16 de Julho de 2008
Chamas da paixão . . .

 

 
Olhares que enfeitiçam
Pequenos gestos que seduzem...
Desejos em chamas,
Corpos inquietos
Em que as chamas dos desejos
Faz queimar em delírios.
Chamas da Paixão
Que brinca com a sedução,
E faz dos desejos
Detalhes principais
De momentos inesquecíveis.
Beijos já não são inocentes
São caminhos para o infinito,
Onde o prazer da paixão
Enlouquece o tempo.
Fantasias alucinantes
Que surpreendem a imaginação.
São momentos de murmúrios
Que desejos são os únicos alvos.
Paixão...
Algo incontrolável,
Sentimento que não há explicações,
Que pode passar ou marcar um destino.
Chamas de dois mundos
Transformando-se em um...
Chamas que ardem os sentidos,
Metamorfose de
sentimentos
Causada por
Chamas da
Paixão.
 
 
 
 
Simplesmente Eu . . .
 
 
Paulo Santos


publicado por paulojsantos às 10:09
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 8 de Julho de 2008
Sentimentos

O teu rosto transformou-se, na noite interminável que atravessa cada tarde, o teu nome desapareceu dentro da minha tristeza, o teu rosto era tudo o que eu tinha.
O teu nome era tudo o que eu sabia, agora mais que tudo, sobra, o nada.
 
Não imaginas como o meu peito ficou vazio, quando o teu riso se extinguiu, dentro de mim.

Já não eras, mas a tua imagem ficou gravada para sempre na minha mente e no meu coração.

Não sabendo onde estás, o meu peito retrai-se como se lâminas o cortasse,
sinto o que sentia quando as tuas mãos afagavam o meu rosto.

Agora tenho a ausência, o silêncio, a esperança secreta que um dia regressarás.

      
Cedido  gentilmente por:
                             Isabel Moeseneder


publicado por paulojsantos às 09:38
link do post | comentar | favorito

Domingo, 6 de Julho de 2008
Lembro - me de ti

Quando  me lembro da tua imagem,
É como se na minha frente encontrasse um anjo.
Quando me lembro do teu beijo,
É como se acabasse de ver o paraíso.
Fico aqui deitado,
Com um
livro de amor nas minhas mãos.
E todos nós sabemos que as histórias de amor
Sempre acabam com um final feliz.
Quando lembro da nossa história
Parece-me ser a mais linda, a mais perfeita.
Eu te amo,
E quando me lembro de ti,
É como se eu me cobrisse de fantasia e sonhasse a todo instante.
É tão bom ter te nos meus sonhos,
E o melhor de tudo:
É maravilhoso ter te na minha vida.
 
 
Simplesmente Eu. . .
 
Paulo Santos


publicado por paulojsantos às 14:23
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Junho de 2008
Liberdade no meu olhar . . .

 

 

Liberdade no meu olhar

ao acordar dentro de mim

sem fim

sem limites

triste ou contente

como toda a gente

sinto perdão interior dentro do meu coração

sinto vontade de gritar ao mundo

tudo o que há de mais profundo dentro de mim

neste universo sem fim

nesta hora em que me debato com as minhas angústias interiores

com as minhas dores

mas virei a esquina

virei para o outro lado desconhecido de mim

aquela zona escura

dura

estranha

não abençoada

não amada

que não ligava com a minha maneira de ser e estar na vida

mas agora vou amar com o coração

com dedicação

com um olhar aberto

sincero

alegre

feliz

sempre em busca de novas energias para renovar o meu ser

o meu espírito

quero ser feliz

sempre

eternamente

contente

sorridente

uma benção para os meus amigos

inimigos

sei lá...

estou muito feliz

muito amado pelo DEUS UNIVERSAL

pela minha alma

que se fundiu nas entranhas do meu entendimento

e me livrou do sofrimento da solidão do meu coração...
 
Simplesmente Eu...
 
Paulo Santos


publicado por paulojsantos às 20:17
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 9 de Junho de 2008
Dois mundos. . .

 

Ando pelas ruas
 À procura do meu caminho.
Meus olhos se surpreendem
Quando descobre
Duas direções...
Uma o céu está claro
O sol está presente,
O calor é constante...
A outra
Está escuro,
Relâmpagos assustam
E o vento traz o frio...
Duas direções
Em uma única
vida.
Um
desejo
Dois caminhos.
O caminho em que o céu é perfeito,
O calor do sol é contagiante...
E o caminho da tempestade,
Dos relâmpagos assustadores.
Dois mundos diferentes,
Dois destinos.
A luz e a escuridão
O medo e a
paz.
Dois mundos
E uma única escolha;
Escolha sem volta...

 

Simplesmente Eu...

 

Paulo Santos



publicado por paulojsantos às 08:20
link do post | comentar | favorito

Domingo, 8 de Junho de 2008
Sonheto invertido . . .

 

Sonho porque nada mais há a fazer.
Sonho porque sonhando não perco a esperança.
Sonho porque só assim posso voltar a nascer.

Dos meus sonhos se desfez uma vida.
E com ela os seus sonhos;
E os seus amores sonhados.

E tudo o mais que possa sonhar,
Nesta vida de sonho não faz criação.
Só o sonho de te ver, de te amar,
Só o sonho de grandeza, de imensidão.

Sonho para voltar a nascer,
E de novo voltar a sonhar.
E nos meus sonhos me voltar a perder,
Sonhando acordado, até um dia finar.

 

Simplesmente Eu...

 

Paulo Santos



publicado por paulojsantos às 10:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 7 de Junho de 2008
Destinos traçados. . .

 

Perguntas
Sem respostas.
Segredos
Mistérios...
São
almas que provam
Da dor e da solidão.
Que permanecem tempos
Aprisionadas na escuridão,
Até seus olhos encontrarem
A luz que abençoará seu destino.
São destinos traçados
Que tempo nenhum destrói.
Destinos entrelaçados pelo mundo
Que depois da turbulência nos sentidos
Se encontram lúcidos...
Um destino
Já imposto pela vida
Já entendido pela razão.
Destinos traçados
Que nem a tempestade de
ilusões
Pode tocá-los.
As estrelas guardam seus segredos
E a vida junto do tempo os desvendam.
Destinos traçados
Onde a sabedoria
É ser simplesmente
Feliz

 

 

Simplesmente Eu...

 

Paulo santos



publicado por paulojsantos às 10:13
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Junho de 2008
Na piscina do amor. . .

 
 
Na piscina do amor

mergulhaste de cabeça na tua dor

e nadaste muito tempo

naquela água pura

conseguia ver o teu fato de banho

ser invadido por uma energia misteriosa...

qual sereia que invade a vida da minha alma querida

renasceste à superfície com o teu cabelo molhado

pestanejando intensamente

com o teu coração carente por um beijo prolongado

nesta infinita corrente de água limpa

que inunda a nossa vida

e...depois das nossas sensações

vindas dos nossos corações

mergulhámos juntos

até ao fundo daquele santuário de esperança

em que as nossas crianças

se amaram e juntas nadaram

nas correntes do amor

que cura toda a dor...

senti o teu carinho

na vibração do teu acordar

para uma nova aventura

em que sempre te queria amar...
 
 
Simplesmente Eu. . .
 
Paulo Santos


publicado por paulojsantos às 13:56
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Saudades . . .

Amizade. . .

Chamas da paixão . . .

Sentimentos

Lembro - me de ti

Liberdade no meu olhar . ...

Dois mundos. . .

Sonheto invertido . . .

Destinos traçados. . .

Na piscina do amor. . .

arquivos

Outubro 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

links
blogs SAPO
subscrever feeds